Eleição para as funções de Presidente e Secretário-Geral, biênio 2020/2021 com os respectivos suplentes do Conselho, mediante convocação da Fundação Gregório de Mattos (FGM)

Na terça-feira (19), o Conselho Municipal de Política Cultural de Salvador (CMPC) realizou a eleição para as funções de Presidente e Secretário-Geral, com os respectivos suplentes do Conselho, mediante convocação da Fundação Gregório de Mattos (FGM).
O processo se deu por encontro em ambiente virtual, após três semanas de reuniões, onde foram apresentadas as candidaturas e, nesta terça, feita a escolha, pelo presidente da FGM, em conformidade com a lei 8.551/2014.
O Presidente e a Secretária-Geral do CMPC Biênio 2020/2021 eleitos são, respectivamente, Antonio Teófilo de Almeida (Tony Teófilo), representante titular do território Centro / Brotas e Janaina Chavier Silva, representante titular do segmento Artes Visuais, que juntos com o Secretário Municipal de Cultura e Turismo e o Presidente da Fundação Gregório de Mattos, irão compor a Coordenação Colegiada do Conselho Municipal de Política Cultural, durante a atual gestão deste Conselho.
Sobre os eleitos:
– Antonio Teófilo de Almeida (Tony Teófilo)
Morador do Centro desde que chegou do interior à capital, em 2000, envolvido nos movimentos dos bairros e do Centro Antigo, participando de ações de políticas e culturais.
Entusiasta em prestigiar os espaços culturais e as atividades e projetos desenvolvidos nestes espaços culturais e pelos grupos e artistas nas diversas linguagens, que abrange esse importante território da cidade destes bairros centrais, tais como, Pelourinho, Santo Antônio, 2 de Julho, Barris até Brotas.
Pesquisador sobre Políticas Culturais. Doutorando em Cultura e Sociedade da UFBA pesquisando a relação entre o Poder Legislativo e parlamentares com a cultura, tema que estudo desde o mestrado no mesmo programa da UFBA. Especialista em Gestão Estratégica em Políticas Públicas pela UNICAMP (2015).
Graduado em Relações Públicas pela UNEB (2010).
– Janaina Chavier Silva
Atua, principalmente, nos temas relacionados com “teoriaprática” espacial no borrar das fronteiras entre urbanismo, artes visuais, arquitetura, cultura e design.
Doutoranda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia/UFBA. Com doutorado sanduíchepela Ecole Nationale Supérieure d’Architecture de Paris – La Villette. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela UFBA. Possui graduação em Design de Ambientes pela Universidade do Estado de Minas Gerais/UEMG (2002).
É pesquisadora do Laboratório Urbano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFBA. Trabalhou no NAE (Núcleo de Arte Educação) do MAM_Ba (Museu de Arte Moderna da Bahia), onde atuou como Coordenadora da Mediação Cultural.
Fez parte da equipe de pesquisadores da Curadoria Educativa da 3º Bienal da Bahia de 2013.
Possui grande experiência como parecerista cultural na Área de Artes Visuais.
Possui trabalhos artísticos no campo das Artes Visuais e Dança Contemporânea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *